A função da tradução é quebrar o paradigma que a linguagem nos impõe de não conseguirmos nos comunicar com uma língua diferente da qual nosso cérebro é condicionado a entender “naturalmente”.

A partir disso, considerando que a tradução seja uma ação que envolve conhecimento em vários aspectos que dentro uma língua, sendo um processo mental extremamente complexo e denso, é importante que a empresa de tradução escolhida esteja dentro do que se espera de um bom profissional do ramo.

Tradutores profissionais tendem a enfrentar um mercado complexo porque por ainda não ser uma profissão “regulamentada”, se deparam com “profissionais” que por terem um certo conhecimento de um idioma, se consideram bons para exercer uma profissão que exige muito mais do que ser falante de uma língua. Ou seja: trabalhos ruins, tempo perdido e muito muito estresse.

Pensando nisso, resolvemos fazer um top 5 de facilidades e necessidades que devem ser levadas em conta na hora de se escolher uma boa empresa de tradução. Lembrando que uma boa agência de tradução, antes de qualquer coisa, precisa ter um canal online para que seus clientes possam ter acesso a dados e informações atualizadas da empresa e de como ela funciona.

  1. Equipe especializada
  2. Tradutores nativos
  3. Serviços ofertados
  4. Revisão da tradução
  5. Processo estruturado

Equipe especializada

A empresa deve contar com uma equipe de tradutores profissionais avaliados pela sua experiência e capacitação em áreas diferentes. É extremamente importante que a agência tenha colaboradores imersos nas mais diversas áreas do conhecimento porque é isso que vai ser um do maiores diferenciais na hora da tradução, visto que o trabalho será feito por alguém nativo no idioma e que tem total domínio contextual sobre o que está sendo traduzido. Imagina como seria uma tradução médica sendo feita por um profissional da gastronomia? Complicado, né?!

O projeto em si também deve passar pelas mãos de profissionais que ajudem a minimizar as chances de falhas ao longo da tradução, como: gerentes de projetos, revisores, equipe de controle de qualidade, e especialistas em ferramentas de tradução e diagramação.

O gerente de projetos, por exemplo, é o profissional que assumirá todo o peso administrativo de gestão da tradução, fazendo a ponte entre cliente, agência e tradutores alocados no trabalho, para garantir a entrega do arquivo pronto na data acordada. Entre as principais responsabilidades desse profissional estão: validação do escopo do projeto; elaboração das instruções para os profissionais envolvidos no trabalho; planejamento da tradução considerando seu escopo, prazo e orçamento; alocação de profissionais especializados; acompanhamento dos processos, recursos e evolução do trabalho; e interação com o cliente para a resolução de dúvidas e reporte de status.

Tradutores nativos

Considerando que cada povo tem suas particularidades culturais, nada como um profissional que vivencie esses aspectos do idioma de destino para realizar uma tradução com a qual o leitor se identificará. Tradutores nativos são profissionais experientes e com uma tradução rigorosa para a sua língua materna, que, por motivos óbvios, falam diariamente. Esse profissional tem a flexibilidade e o conhecimento de quem vive na cultura do país da língua-alvo e pode contornar uma situação difícil ou, então, sabe o que não dizer, sem o risco de cometer um erro pois o tradutor nativo tem mais facilidade em respeitar as estruturas características e entender a adequação ao contexto cultural.

É comum que boas agências possuam um banco de tradutores de site categorizados por nacionalidade, idioma e até mesmo por áreas de especialização, o que ajuda bastante  na hora de direcionar os melhores recursos para cada projeto. É importante ressaltar que os tradutores que trabalham para essas agências são selecionados por meio de um sistema de recrutamento, triagem e seleção, que garante a contratação dos melhores linguistas do mercado. Além disso, as melhores agências seguem avaliando seus parceiros continuamente pela verificação contínua do desempenho e da consistência dos trabalhos entregues.

Além disso, existem alguns conhecimentos básicos que devem fazer parte do dia a dia de um bom tradutor:

  • Possuir conhecimentos profundos da língua de partida e da língua de chegada;
  • Possuir conhecimentos igualmente profundos da cultura e civilização dos países considerados e ter uma cultura geral razoavelmente vasta;
  • Saber fazer uma pesquisa documental ou temática em livros especializados (direito, política, sociologia, etc) e uma pesquisa terminológica na língua de origem e de chegada;
  • Saber manusear bem os dicionários bilingues e monolingues;
  • Analisar o discurso de acordo com as circunstâncias históricas, a intenção do autor, o público alvo, o tipo de texto, etc;
  • Analisar os aspectos linguísticos e traduzir uma mensagem e não somente as palavras;
  • Comparar traduções entre si e/ou em relação ao texto de partida.

Serviços ofertados

Um ponto importante são os serviços ofertados. Além da necessidade de ser uma empresa que lide com um número grande de idiomas (como é o caso da Universo, em que temos tradutores para: inglês, português, espanhol, francês, italiano, alemão, russo, holandês, sueco, mandarim, coreano e japonês!), os serviços oferecidos também devem ser diversos.

Isso mostra que a agência tem experiência no ramo e já está lidando de forma bem estruturada com as necessidades do mercado tradutológico. Dentro os principais serviços prestados por boa uma agência de tradução temos:

  • Tradução técnica;
  • Tradução simultânea e tradução consecutiva;
  • Tradução de artigos científicos;
  • Tradução juramentada;
  • Tradução de site;
  • Revisão.

Revisão da tradução

A revisão de textos é uma das funções mais importantes dentro do ramo das linguagens. É o revisor quem dá o “aval” final para a produção textual nos mais diversos âmbitos profissionais em que a comunicação textual seja uma das formas de contato entre profissional e cliente.  

Nas redações ou nas editoras ele trabalha conjuntamente com os profissionais responsáveis pela publicação dos textos revisados. É importante para o bom revisor e seus coordenadores verificarem não apenas a gramática, mas também a coerência discursiva, para que o texto não seja confuso ao leitor.

O revisor não realiza apenas uma mecânica correção gramatical, mas sim uma completa intervenção no texto a ser aperfeiçoado, podendo transformar desde meras palavras aqui e ali, até parágrafos inteiros, editando-os e enriquecendo-os com a inserção de novas palavras.

Processo estruturado

Uma boa agência de tradução se baseará em um conjunto de ações estruturadas para atender às necessidades do seu negócio. O uso de algumas ferramentas tecnológicas pode ajudar o tradutor a executar o seu serviço de maneira mais rápida, segura e eficiente. Empresas que utilizam ferramentas de tradução, como o CAT Tools. Por isso, ao contratar uma agência de tradução, certifique-se de que ela utilize esses recursos e, além disso, apresente uma infraestrutura robusta, que garanta a confidencialidade dos seus dados. Priorize parceiros de tradução que utilizem sistemas de backup dos arquivos durante todo o processo.

Na Universo Traduções contamos com um esquema de trabalho muito ágil e eficiente, iniciamos o processo com uma análise completa da solicitação do cliente e após entendermos tudo o que foi pedido, designamos uma equipe específica para cada tipo de projeto. Essa equipe contará com um gerente que ficará alocado exclusivamente para esse projeto, sendo responsável por organizar a equipe com prazos e tarefas, dando início às atividades.

Finalizado o trabalho, os revisores serão responsáveis por fazer a última checagem geral de todo o processo, organizando gramaticalmente o que for necessário e, caso haja a necessidade, buscando o auxílio de diagramadores para finalizar o layout. Projeto finalizado com qualidade e entregue ao cliente dentro do prazo estipulado!