No próximo dia 25, São Paulo completa 464 anos de existência e resistência em meio aos problemas da gestão de uma metrópole sul-americana.

A São Paulo de Hoje

“A cidade cresceu e se perdeu!”.
É muito comum ouvir esse tipo de opinião quando moradores mais antigos da cidade comentam sobre as diferenças que o tempo trouxe para a capital. São Paulo, assim como qualquer outra metrópole em ascensão, cresceu de forma desenfreada e se viu obrigada a se organizar às pressas.

É praticamente impossível imaginar que em meados de 1900, a capital paulista tinha uma população menor do que o Rio de Janeiro e servia praticamente como ponto de descanso entre os viajantes que vinham do porto de Santos e seguiam para o Rio.

Hoje, completando 464 anos, a cidade se vê como a principal metrópole latino-americana e a cidade mais rica do país. Grande parte das atividades culturais se concentram em São Paulo e a cidade vem em uma tentativa de ser mais humana e menos mercadológica.

Comemoração e Pré-Carnaval

Uma das principais tentativas de boa parte da população sempre foi fazer com que a cidade fosse mais aconchegante e que os espaços públicos fossem mais ocupados e aproveitados. Nos últimos anos cresceu o número de atividades realizadas ao ar livre e várias ações de cidadania foram implantadas visando uma ocupação maior do espaço público e o aumento da diversidade cultural em várias regiões da cidade. Esse ano a Prefeitura preparou uma comemoração especial, chamada de “Festa da Cidade”, para o aniversário da capital e espalhou pelas regiões várias atividades culturais gratuitas de todos os tipos e gostos!

Na região central, tem desde Anitta, Karol Conka e Paula Fernandes com shows gratuitos no Vale do Anhangabaú, Gilberto Gil em uma apresentação com trio elétrico, junto da Banda da Esquina e a Bateria da Escola de Samba Vai-Vai na República, até 3 espetáculos gratuitos no Theatro Municipal de São Paulo, também na região do Anhangabaú. Além disso, ao mesmo tempo aconteceram atividades em Centros Culturais espalhados pelos 4 cantos da cidade. Veja aqui mais informações sobre tudo o que vai rolar nesses 464 anos de SP.

Importante lembrar que: no final de semana após o aniversário da cidade, começam os blocos e ensaios pré-carnaval! Evento que vem tomando cada vez mais forma em São Paulo e crescendo ao ponto de artistas como Daniela Mercury, Alceu Valença, Claudia Leitte e Elba Ramalho, conhecidos por seus incríveis carnavais no Norte/Nordeste, aderirem a festa paulistana e trazerem seus shows para abrilhantar o Carnaval Paulistano.

Orçamento das Festas

De acordo com a Prefeitura de São Paulo, a “Festa da Cidade” não utilizará nenhuma verba pública. “São os dois ‘master’ patrocinadores. Com isso, mais uma vez a prefeitura realiza um evento de grande porte sem nenhum recurso de ordem pública e com a participação do setor privado”, disse o prefeito. “Embora o Banco do Brasil seja público, ele disputa mercado com todos os demais bancos e, assim, se comporta como um banco privado”, continuou.

O Carnaval segue o mesmo projeto. Grandes marcas de cerveja e outros patrocinadores investiram seu dinheiro na festa, que em 2017 movimentou cerca de 151 milhões de reais para os cofres da cidade.

Parabéns, SP!

A Universo Traduções faz esse post em homenagem à cidade de São Paulo, que acrescenta tantas coisas importantes ao país e possibilita cada vez mais o crescimento das relações internacionais e, consequentemente, da utilização dos serviços linguísticos que oferecemos em nossa empresa.