A tradução técnica e a globalização

 

O mercado da tradução técnica no Brasil passou a ganhar força e a se fortalecer e profissionalizar-se a partir da década de 90, em função do cenário global, que envolveu, entre outras coisas, a criação do Mercosul, o aumento no número de importações e exportações, a privatização de empresas e a globalização.

O serviço, que inclui a tradução de manuais de instruções, é de extrema importância para empresas que comercializam seus produtos e serviços para além de seu país de origem.

As grandes corporações, que se comunicam em diferentes idiomas em diversos mercados, já entenderam que, para competir no mercado globalizado, é preciso falar a língua do público-alvo e isso requer investimento em tradução profissional especializada.

Atualmente, os manuais técnicos acompanham uma variedade imensa de produtos, desde maquinários de indústrias a peças automotivas e uma infinidade de aparelhos eletrônicos portáteis e de uso pessoal.

 

A linguagem dos manuais

 

Por se tratar de uma ferramenta de comunicação de suporte ao consumidor, que influencia, de forma direta, o entendimento sobre os produtos e a experiência do usuário, a linguagem dos manuais deve ser simples, clara e objetiva, além de ter a terminologia detalhadamente observada e traduzida, com as devidas adequações, para cada idioma.

O objetivo final é fornecer instruções de uso e manipulação do material, máquina ou equipamento que possam ser facilmente compreendidas e aplicadas na prática.

A ideia é garantir que o cliente conheça o produto que está comprando e domine a maneira de colocar em operação para, assim, incentivar outras pessoas a também comprarem e, com isso, gerar o resultado esperado pelo empreendedor.

Para alcançar esse objetivo, a tradução deve ser considerada uma estratégia crucial de negócios, já que os efeitos do serviço vão impactar diretamente o sucesso nas vendas e a satisfação do consumidor.

 

Erros de tradução podem ser literalmente fatais

 

A tradução equivocada de termos, orientações, especificações técnicas e instruções sobre como utilizar e operar um equipamento pode gerar uma série de impactos negativos nos produtos e nos usuários, como causar acidentes durante o uso de determinado maquinário, com risco até de morte de operadores. Além disso, pode provocar danos ao produto ou ao material utilizado junto ao equipamento, resultando em prejuízo imediato. Sem contar no comprometimento da imagem da empresa fabricante da máquina, do aparelho ou equipamento em questão.

Quando um tradutor especialista ou uma agência de tradução capacitada, como a Universo, não são selecionados para o trabalho, para que o manual seja traduzido com a devida observação dos termos técnicos, a adaptação e o emprego de uma linguagem adequada a instruções e orientações sobre determinado produto, a empresa contratante se arrisca a enfrentar problemas em consequência da escolha errada, como:

 

  • Queda nas vendas e faturamento;
  • Retrabalho e perda de prazos;
  • Comunicação final ruim; e
  • Rejeição aos produtos e, consequentemente, à empresa.

 

Regras básicas para a tradução de manuais

 

Para garantir um produto final que transmita a mensagem original, o tradutor profissional sabe que precisa seguir algumas regras básicas ao traduzir manuais de instruções de uso e operação de maquinários e equipamentos.

Entre as principais recomendações, estão as seguintes:

  1. Linguagem direta, simples e sem uso de termos rebuscados ou que compliquem a compreensão rápida.
  2. Verbos no presente. Exemplo: “Quando você clina no link….” e não “Quando você clicar….”.
  3. Voz ativa com ênfase no verbo e não no substantivo. Exemplo: “Passe o mouse sobre a imagem” e não “O mouse deve ser passado….”.
  4. Dirigir-se ao usuário na segunda pessoa do singular – você – a pessoa com quem se fala, que recebe; e não na terceira pessoa. Exemplo: “Você pode selecionar ….” e não “O usuário pode selecionar…”.
  5. Evitar frases redundantes, que gerem ambiguidade ou o uso de qualquer jargão ou gírias.

 

Para traduzir manuais de maquinário, não confie na máquina!

 

As ferramentas de tradução automática, disponíveis gratuitamente online, vem sendo aprimoradas constantemente, mas ainda não chegaram a um ponto de traduzir por contexto, identificando e adaptando especificações técnicas, principalmente de nichos de mercado, e muito menos têm capacidade para analisar e buscar as palavras adequadas que irão resultar na linguagem ideal para um manual técnico de instruções.

Por isso, para a tradução de conteúdo técnico, é preciso investir na contratação de tradutores e agências de tradução especializados, com capacitação, formação e experiência na área específica em que se enquadra determinado produto.

Este tipo de material requer, além de tradução de um especialista, que diversas etapas sejam estabelecidas e cumpridas no processo de desenvolvimento do trabalho para assegurar que todos os detalhes foram observados e todas as especificações serão rigorosamente respeitadas.

 

Etapas do processo de tradução técnica

 

Em geral, quando uma agência de tradução recebe um manual de instruções para traduzir, é de praxe o cumprimento de diversas etapas, que vão desde análise do conteúdo até o registro de preferências e glossários do cliente.

Entre as principais, destacam-se as que se seguem:

  1. Análise do material: para fazer o orçamento correto e determinar o prazo de entrega do trabalho de tradução de um manual, a agência de tradução, primeiro, vai analisar o conteúdo a ser traduzido, contabilizando as palavras e identificando os recursos necessários para a tradução.
  2. Instruções sobre o projeto: um Gerente de Projetos será designado para assumir a responsabilidade pelo trabalho e transmitir todas as orientações específicas aos tradutores escolhidos para realizar a tradução em conjunto ou separadamente.
  3. Escolha do tradutor: as agências de tradução trabalham com uma gama de tradutores especializados nos mais variados setores e tipos de tradução e escolhem o que mais se adequa ao seu projeto para garantir um produto final com a qualidade esperada.
  4. Prazo: devolver o material a contento e no prazo estipulado é uma regra essencial no mercado da tradução para agências de tradução e tradutores que querem imprimir uma imagem de confiabilidade e profissionalismo. Também vale destacar que fazer um backup do projeto traduzido e entregá-lo no formato pedido pela empresa contratante são pontos primordiais para transmitir credibilidade.
  5. Fidelização do cliente: em se tratamento de manuais técnicos, é promissor tanto para a agência de tradução quanto para a empresa, a fidelização do cliente. Isso porque, nas ferramentas de tradução (CAT tools) é possível fazer bancos de dados e criar glossários que podem ser aplicados em futuras traduções de outros manuais técnicos da mesma empresa. Entre os benefícios gerados está a consistência no uso dos termos e especificações técnicas que, além de facilitar o trabalho da tradução, garante um resultado uniforme com relação à tecnicidade dos textos e, com isso, alcança o objetivo da empresa, garantindo precisão e linguagem direta aos manuais.

 

Mas, a comunicação empresa-tradutor é o “pulo-gato”

 

Tudo o que foi exposto e discutido acima só terá valor se houver uma comunicação clara e objetiva por parte da empresa, sobre o que se pretende com relação à tradução de determinado manual, ao tradutor ou à agência de tradução.

Sem compreender o que o cliente quer do trabalho, não é possível providenciar a tradução adequada e nem se consegue alcançar os objetivos almejados.

As agências de tradução capacitadas são preparadas para receber e analisar briefings e até para sugerir aprimoramentos e os métodos operacionais mais adequados à tradução de cada produto. Experimente!