Skip links

Dicas para usar SDL trados

Ferramenta de tradução

O SDL trados é a ferramenta de tradução mais difundida entre os profissionais da tradução.

Apesar de existirem diversas outras ferramentas importantes no mercado (sendo as mais populares o MemoQ, o Wordfast e o Across), todas elas possuem princípios muito parecidos. O profissional que sabe trabalhar em uma delas não encontra dificuldades para usar qualquer outra.

Neste texto falaremos especificamente sobre o SDL Trados Studio, que é um dos softwares mais conhecidos e completos para tradução. Dentre as suas diversas funcionalidades, a possibilidade de criar e gerenciar memórias de tradução e organizar terminologias são umas das que merecem destaque.

Origem do SDL Trados para tradução

A ferramenta foi desenvolvida nos anos 1980, mas foi na década de 1990 que ela se consolidou no mercado de tradução. Seu uso é considerado adequado para praticamente todos os tipos de projetos, apresentando atalhos de teclado que podem otimizar bastante o tempo gasto no processo.

Como trabalhar com o SDL Trados

A principal vantagem de uma CAT Tool como o SDL Trados é a otimização do tempo de tradução, com a possibilidade de padronização e aproveitamento de segmentos armazenados na memória de tradução (conhecida como TM – translation memory, de acordo com a linguagem do software).

Com esta ferramenta é possível:

  • Criar projetos – onde podem ser incluídos os arquivos a serem traduzidos e definir quais atividades devem ser feitas em cada um deles;
  • Traduzir um arquivo único – determinando individualmente as ações a serem tomadas;
  • Definir o que deve ser feito em cada projeto/arquivo único – e estas definições abrangem diversos campos como correção automática, entre outros, que podem ser predefinidas no programa ou alteradas de projeto para projeto;
  • Criar glossários – que ajudarão a padronizar e a definir termos a serem utilizados em diversos projetos de uma determinada área;
  • Criar memórias de tradução – à medida que o trabalho vai sendo desenvolvido, sendo os termos e segmentos armazenados para futura referência;

Entre outras milhares de funções que podem ser executadas na ferramenta.

Quais os tipos de arquivos o SDL aceita?

O programa abre os arquivos de texto mais comuns que são utilizados para criação de textos: Word, Excel, Power Point, Adobe Acrobat e muitos outros.

A ferramenta trabalha com os arquivos no formato .sdlxliff sendo que, ao final do trabalho, eles podem ser convertidos de volta ao seu formato inicial, apenas utilizando o recurso de salvamento.

O SDL Trados é uma ferramenta versátil, cujo valor de aquisição da licença é extremamente acessível, considerando os benefícios que ele traz ao longo de todo o processo de tradução.

Precisa de traduções de qualidade? Conte conosco! Faça sua cotação sem compromisso aqui!