A importancia do tradutor

Segundo José Saramago, “são os autores que fazem as literaturas nacionais, mas são os tradutores que fazem a literatura universal”. Levando em consideração essa afirmação, podemos ter uma ideia de quão importante é a atividade do tradutor, principalmente no mundo globalizado e integrado em que vivemos.

Muitas pessoas atualmente são fluentes em algum outro (ou outros) idioma(s) além da sua língua materna, e isso é um grande diferencial profissional ao se buscar uma colocação no mercado ou até mesmo uma atividade freelancer. Mas será que isso é suficiente para que essa pessoa seja um bom tradutor? O que uma pessoa que tem domínio da língua estrangeira precisa fazer para ser um tradutor de sucesso e conquistar todos os dias a confiança de seus clientes?

Alguns requisitos a ter em conta

Antes e acima de tudo, o aspirante a tradutor precisa escrever bem. Aliás, não só bem, precisa ser ótimo! Uma redação ruim sempre resulta em uma tradução pior ainda. E como atingir esse nível de excelência? Simples: leia muito. Leia tudo o que puder, com muita frequência – livros, revistas, jornais, bula de remédio. Nada enriquece mais nosso vocabulário do que a leitura, seja ela sobre o assunto que for.

O tradutor deve estar sempre atualizado sobre as novas ferramentas que podem auxiliá-lo no processo de tradução. Glossários, CAT Tools, dicionários físicos, qualquer material que enriqueça o conhecimento é válido e muito importante. A pesquisa durante a tradução é como o ar que o tradutor respira. Sem ela, nada funciona. Há uma infinidade de opções para se traduzir a mesma expressão e tudo depende de uma palavra que temos que ter na ponta da língua, tanto para pedirmos ajuda a colegas quanto para ajudá-los: CONTEXTO. Sim, ele é a parte essencial do trabalho. Um tradutor que entende do negócio sempre vai fazer a pergunta básica: “Qual o contexto?”.

Pedir ajuda a colegas de profissão mais experientes também é muito importante. Eles sempre terão uma sugestão interessante ou uma perspectiva diferente sobre determinado assunto. Use e abuse de seus contatos!

A informática. Importa?

Quem não tem conhecimento de informática precisa rever seus conceitos sobre ser tradutor. Sim, dá para usar máquina de escrever ou fazer tradução manuscrita, por que não? Mas será que vou conseguir atender aos prazos e à demanda que o mercado de tradução exige? Além disso, quem hoje em dia entrega documentos em mãos?

Cursos de especialização em qualquer área são a oportunidade para que o tradutor expanda seu leque de áreas de conhecimento e mantenha contato com pessoas que podem se tornar grandes parceiros, colaboradores e até mesmo amigos. Escolha um deles e vá em frente!

E, por último, mas não menos importante, coloque seu coração e sua alma em todo trabalho que entregar. Seja perfeccionista, não faça um trabalho “passável”, apenas para cumprir prazos e obrigações. Lembre-se: existem concorrentes no mundo todo que estão colocando em prática, no mínimo, o que está descrito nesta lista. Só depende de você garantir seu lugar e lutar para mantê-lo. Boa sorte!

Precisando de traduções? Entre em contato conosco através do link: https://universotraducoes.com