Considerado o quinto idioma mais falado do mundo, fazer uma tradução para árabe pode ser um desafio e tanto para os brasileiros. Isso porque o idioma tem um alfabeto muito complicado para nós ocidentais, sem falar na sua caligrafia quase artística e uma pronúncia muito distante da nossa, e até de outras línguas latinas.

Diferente do que muitos imaginam, o idioma árabe conta com mais de 280 milhões de falantes nativos, e outros 353 milhões como segunda língua. Se pensarmos que o árabe é o idioma oficial de 26 países, além de instituições importantes como as Nações Unidas, fica fácil aceitar esse número tão expressivo. 

A seguir vamos falar um pouco a respeito dos desafios de uma tradução para árabe, apresentando algumas curiosidades da língua. 

Tradução para Árabe e suas versões

O árabe é a língua-mãe da religião islâmica e está fortemente ligado a religião muçulmana. Pode-se dizer que ele é um idioma que carrega uma série de traços culturais e religiosos, refletindo os mistérios de um povo. Já que muitos deles permanecem desconhecidos para o público em geral. 

O idioma árabe tem várias versões. Existe a língua falada nas ruas, que difere da padrão usada por instituições, órgãos governamentais, escolas e meios de comunicação. Contudo para realizar a tradução para árabe é preciso considerar outros 10 idiomas que utilizam o alfabeto árabe, como o persa, o curdo e o malaio. Isso fora os dialetos que derivam da língua (são dezenas), incluindo o árabe egípcio. 

Curiosidades exóticas do Idioma Árabe

Que o alfabeto árabe é difícil, nós brasileiros já sabemos, mas é que eles só possuem três vogais? Isso mesmo, as palavras são formadas pelas vogais A, I e U. Outra curiosidade é a direção da leitura, que ocorre da direita para a esquerda. No entanto, os números devem ser lidos da esquerda para a direita. Confuso? É só uma questão de costume. 

Plural e singular é comum na maioria dos idiomas. Uma particularidade do árabe é que ele tem um terceiro número: o dual. Os linguísticos afirmam que o dual deve ser usado para se referir a duas unidades, na qual você precisa adicionar  ān ou –ayn ao nome no singular. 

Nem tudo é dor e sofrimento

A essa altura você já deve estar assustado. Calma! Nem tudo é dificuldade no idioma árabe. A boa notícia é que, assim como no português, se lê como se escreve. Isso quer dizer que mesmo que a pronúncia seja fora do nosso contexto, não é preciso decorar mais que a fonética das letras e suas combinações. 

Por último, muitas palavras do nosso cotidiano são de origem árabe: açúcar (as-sukar, areia branca), aldeia (Al-daiá, povoação), algodão(al-kutun) entre outras. Isso faz pensar que o árabe não está tão distante assim do português quanto imaginamos. 

Para um tradutor nativo do idioma os desafios são menores. Contudo caso um brasileiro queira se aventurar na arte da tradução para árabe é preciso ter em mente que o idioma é difícil e requer muito estudo e dedicação. 

Se você precisa realizar a tradução para árabe de um trabalho, documento ou artigo científico. Clique e saiba mais  https://universotraducoes.com/pt/