A TV paga e por streaming e o mercado brasileiro de legendagem

 

A popularização e o crescimento dos serviços audiovisuais on demand no Brasil, via streaming, transformaram o mercado brasileiro da tradução de multimídia na última década. O grande volume de lançamentos, às vezes até de forma simultânea com os Estados Unidos, obriga produtores e distribuidores a acelerar a produção de legendas e a contratação de profissionais para atender a demanda do público, e garantir posição de destaque entre a concorrência.

A questão é que, diante desse ritmo frenético de produção e divulgação de novas séries, filmes, documentários, programas de entrevistas e etc., surgem duas situações que costumam gerar problemas de legendagem: na primeira, as condições de trabalho, o prazo, o valor pago, a falta de orientação por parte do cliente, de treinamento adequado e de material suficiente para embasar uma tradução para legendagem prejudicam o tradutor de legendas e o produto final; e na segunda, em função da pressa em disponibilizar os lançamentos, as empresas do setor do entretenimento nem sempre valorizam o tradutor profissional e acabam contratando amadores que sempre circulam pelo mercado da tradução.

 

Já é hábito do brasileiro fazer piada com legendas erradas

 

Se você faz parte da minoria dos brasileiros, 35%, segundo pesquisa Datafolha, de 2015, para o Sindicato dos Distribuidores Cinematográficos do Rio de Janeiro (link), que preferem assistir filmes e séries com legenda para preservar o áudio original, com certeza, você já se divertiu com os erros engraçados que podem ser encontrados na legendagem desse tipo de conteúdo. E, de fato, para quem entende inglês e é bom observador, algumas legendas são realmente de fazer rir.

Até no mercado da tradução existem erros de legendagem que, de tão estapafúrdios, são considerados “clássicos. ” Entre os mais conhecidos, estão:

  1. Moça!

No filme “Do que as mulheres gostam”, o protagonista, interpretado pelo ator americano Mel Gibson, assiste a um jogo de basquete na TV e, quando um dos jogadores vai fazer um arremesso, o personagem diz:

Miss!Miss!Miss!

A legenda correspondente em português exibida foi:

Moça! Moça! Moça!

Enquanto que o correto seria:

Erra, erra, erra!

O personagem estava torcendo para o jogador errar o arremesso.

  1. Torrada

Outro erro popular foi observado em uma cena do filme “Noiva em fuga”. O protagonista aparece em uma sala com a família da noiva, levanta o copo e diz:

Let’s make a toast!

A legenda correspondente em português exibida foi:

Vamos fazer uma torrada!

Enquanto que o correto seria:

Vamos fazer um brinde!

A imagem mostra várias pessoas levantando copos.

  1. Fogo

No filme “A cor do dinheiro”, o personagem principal é demitido pelo chefe com a frase tradicional:

You are fired, que foi traduzida para:

Você está pegando fogo.

A lista de erros de legendagem é bem grande e tem sido atualizada com frequência.

 

Mas por que esses erros acontecem?

 

Erros de legendagem podem ocorrer por uma série de fatores, a começar pelo espaço, que é limitado e oferece o desafio ao tradutor de transmitir a ideia de maneira sucinta. Em geral, em função de buscar apresentar os lançamentos quase que simultaneamente com o exterior, os prazos determinados para o trabalho de legendagem são apertados e não tem revisão. Nem sempre o tradutor de legendas recebe o material em vídeo ou o texto original, o que pode explicar um dos erros citados acima e diversos outros. Se o tradutor do filme do Mel Gibson recebeu a transcrição do áudio do filme e não a imagem, talvez isso possa justificar o erro de tradução da palavra miss já que ele não conseguiu entender o contexto em que ela foi empregada.

Como em outras áreas do mercado de tradução, o cliente é quem manda. Ele dá as orientações e estabelece como quer o conteúdo traduzido e, na legendagem, muitas vezes esse cliente não passa nenhuma recomendação neste sentido, a não ser a de que precisa da legenda pronta com urgência. A remuneração para a legendagem costuma ser baixa em uma boa parte dos casos, o treinamento é insuficiente ou inexistente, e as condições de trabalho não são ideais.

É claro que alguns erros de legenda também podem ser atribuídos à falta de conhecimento e capacitação do tradutor. Afinal, fazer legendagem é para profissionais especializados!

 

Fazer legenda pode parecer bem simples, mas não é

 

Trabalhar com tradução para legendagem é uma tarefa complexa. O tradutor tem que transpor o discurso falado de uma língua para outra em forma de texto escrito, que seja resumido, porém completo; tenha no máximo duas linhas e um determinado número de caracteres; e fazer com que o significado e a mensagem contidos na oralidade sejam transmitidos na legenda, de forma natural e agradável à leitura. Sem contar que o profissional precisa ter em mente também que, além de dar conta de ler a legenda de maneira confortável, o espectador ainda precisa conseguir observar diversos outros pontos audiovisuais em um filme ou série para compreender a trama e apreciar o entretenimento proposto.

Cabe ao tradutor de legendagem fazer também o spotting, que é definir a segmentação das frases que vão ser usadas na legenda e o timing, que é a marcação do tempo que a legenda vai permanecer na tela, ou seja, a sincronização da legenda com a imagem, já que a legenda deve entrar no exato momento em que um personagem começa a falar e sair quando este terminar sua fala.

 

Fazer legendagem é ser mais que um tradutor

 

A função do tradutor de legendagem é diferente do papel do tradutor técnico, literário ou acadêmico. Ele tem que ter a capacidade de criar e reproduzir significados. Precisa captar o “espírito” e o real sentido do texto falado e transportá-los para o texto escrito da legenda, usando palavras que façam parte da oralidade do idioma de chegada.

Para isso tem que ter sensibilidade para entender o que o autor quis dizer, fluência na oralidade dos idiomas de partida e, principalmente, de chegada para produzir legendas que transmitam a mensagem correta de forma clara e natural.

No Brasil, a popularidade da legendagem passa longe da esmagadora preferência pelo conteúdo dublado. Segundo a pesquisa realizada pelo Datafolha, em 2015, (link) , 56% dos entrevistados afirmaram que preferem a dublagem contra os 35%, citados acima, que declararam gostar de ver filmes e séries com legenda.

A Universo trabalha com profissionais capacitados em tradução de multimídia porque acredita que, ao valorizar o tradutor especializado, que se dedicou, tem formação específica e experiência, reforça o respeito ao cliente, oferecendo um trabalho de qualidade e eficácia comprovadas.